Ganhe descontos comprando em quantidade Todo o site em até 6x no cartão ENTREGAMOS em todo o Brasil
Fechar
Abrir
Mascote

Receba nossas
ofertas por e-mail

OK
Texto

CITRATO DE TAMOXIFENO 20 MG CAIXA 30 COMPRIMIDOS

SANDOZ

compartilhe

indique para um amigo

Citrato de tamoxifeno 20 mg caixa 30 comprimidos -  Sandoz

De: R$ 119,93

Por: R$ 54,57

ou em até 3x de R$ 18,19

  • simular pagamento
  • simular frete

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • 1 X (R$ 54,57)
  • 2 X (R$ 27,29)
  • 3 X (R$ 18,19)
  • 4 X Com Juros **Consulte sua administradora
  • 5 X Com Juros **Consulte sua administradora
  • 6 X Com Juros **Consulte sua administradora
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • 1 X (R$ 54,57)
  • 2 X (R$ 27,29)
  • 3 X (R$ 18,19)
  • 4 X Com Juros **Consulte sua administradora
  • 5 X Com Juros **Consulte sua administradora
  • 6 X Com Juros **Consulte sua administradora
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • 1 X (R$ 54,57)
  • 2 X (R$ 27,29)
  • 3 X (R$ 18,19)
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • 1 X Sem Juros (R$ 54,57)
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • Cartão Vida Link (R$ 54,57)
  • Cartão E-Pharma (R$ 54,57)
  • Cartão Funcional Card (R$ 54,57)
  • Cartão PrevSaúde (R$ 54,57)
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • Itau Shopline (R$ 54,57)
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • 1 X (R$ 54,57)
  • 2 X (R$ 27,29)
  • 3 X (R$ 18,19)
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • Transferência Eletrônica Bradesco (R$ 54,57)
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

Em quantas vezes deseja efetuar o pagamento?

  • 1 X (R$ 54,57)
  • 2 X (R$ 27,29)
  • 3 X (R$ 18,19)
  • 4 X Com Juros **Consulte sua administradora
  • 5 X Com Juros **Consulte sua administradora
  • 6 X Com Juros **Consulte sua administradora
Valor em 3X sem juros para compras com parcela mínima de R$ 50,00.
Consulte os juros aplicados em sua compra na escolha da forma de pagamento.

digite um CEP para simular o envio

Principal Indicação

  • Antiestrogênio.

Ficha Técnica

Nome do Produto: CITRATO DE TAMOXIFENO

SKU: 2028

Código EAN: 7897595601834

Registro Ministério da Saúde: 1004702800031

Princípio Ativo: CITRATO DE TAMOXIFENO

Fabricante: SANDOZ (SANDOZ DO BRASIL IND. FARM. LTDA.)

SAC Fabricante: 0800-400-9192

E-mail Fabricante: SANDOZ@SANDOZ.COM.BR

CITRATO DE TAMOXIFENO Indicação Antiestrogênio. Apresentação Caixas com 30 comprimidos revestidos de 10 e 20 mg. O conteúdo acima serve apenas para caráter informativo. A bula oficial de qualquer medicamento é aquela que acompanha o mesmo no ato da compra. Consulte a política de conteúdo informativo. Não tome medicamentos sem a prescrição médica.



NOLVADEX®

NOLVADEX®- D

citrato de tamoxifeno

10 mg e 20 mg

FORMA FARMACÊUTICA, VIA DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÕES COMERCIALIZADAS

Comprimidos revestidos de 10 mg. Via oral. Embalagem com 30 comprimidos.

Comprimidos revestidos de 20 mg. Via oral. Embalagem com 30 comprimidos.

USO ADULTO

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido de NOLVADEX contém:

citrato de tamoxifeno ................................................................. 15,2 mg

(equivale a tamoxifeno 10 mg)

Excipientes q.s.p. ........................................................................ 1 comprimido

Excipientes: amido de milho, croscarmelose sódica, dióxido de titânio, estearato de magnésio, gelatina, hipromelose, lactose e macrogol 300.

Cada comprimido de NOLVADEX-D contém:

citrato de tamoxifeno .................................................................. 30,4 mg

(equivale a tamoxifeno 20 mg)

Excipientes q.s.p. ........................................................................ 1 comprimido

Excipientes: amido de milho, croscarmelose sódica, dióxido de titânio, estearato de magnésio, gelatina, hipromelose, lactose e macrogol 300.

II) INFORMAÇÕES AO PACIENTE

1. COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

O uso contínuo de NOLVADEX inibe o crescimento do câncer de mama.

2. POR QUE ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO?

NOLVADEX é indicado para o tratamento do câncer de mama.

3. QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Contra-indicações

Você não deve utilizar NOLVADEX nas seguintes situações:

- Alergia ao citrato de tamoxifeno ou a qualquer um dos componentes do medicamento.

- Em caso de gravidez, se estiver tentando engravidar ou amamentando.

CONFIDENCIAL

Advertências

NOLVADEX deve ser utilizado com cuidado nas seguintes situações:

- Em pacientes pré-menopáusicas, pois a menstruação pode ser interrompida.

- Em pacientes que usam métodos contraceptivos hormonais para evitar a gravidez, pois alguns podem afetar o efeito de NOLVADEX.

- Em pacientes com sangramento vaginal ou outros sintomas ginecológicos (como dor pélvica) que estejam tomando ou que já tenham tomado NOLVADEX. Podem ocorrer algumas alterações na parede do útero (endométrio), incluindo câncer.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

O uso de NOLVADEX/ NOLVADEX-D em crianças não é recomendado, pois a segurança e a eficácia não foram estabelecidas.

Informe ao médico o aparecimento de reações indesejáveis.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

Precauções

Não se espera que NOLVADEX afete a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas.

Interações medicamentosas

NOLVADEX deve ser utilizado com cuidado nas seguintes situações:

- Em pacientes em uso de medicamentos anticoagulantes como a varfarina para prevenir coágulos de sangue.

- Em pacientes em tratamento quimioterápico.

- Em pacientes em tratamento com rifampicina.

NOLVADEX não deve ser utilizado ao mesmo tempo com inibidores da aromatase como anastrozol, letrozol e exemestano.

4. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Aspecto físico

- NOLVADEX 10 mg é apresentado na forma de comprimidos redondos e de cor branca ou quase branca.

- NOLVADEX-D 20 mg é apresentado na forma de comprimidos octagonais e de cor branca ou quase branca.

Características organolépticas

Ver aspecto físico.

Dosagem

A dose diária recomendada de NOLVADEX é de 20 mg por via oral, em dose única ou fracionada (2 comprimidos de 10 mg).

Caso você esqueça de tomar o comprimido de NOLVADEX, você só pode tomar este comprimido que foi esquecido se estiver faltando mais de 12 horas para tomar a dose do dia seguinte.

Como usar

Os comprimidos de NOLVADEX devem ser tomados inteiros, com água, de preferência no mesmo horário todos os dias. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

5. QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?

Podem ocorrer as seguintes reações adversas:

- Muito comum: ondas de calor.

- Comum: derrame cerebral, entupimento de veias profundas da perna e do pulmão, sangramento vaginal, corrimento vaginal, coceira na vagina, alterações da parede do útero (incluindo espessamento e pólipos), intolerância gastrointestinal (transtornos estomacais, incluindo enjôo e vômito), queda de cabelo, erupções cutâneas (erupções na pele ou coceira ou descamação da pele), dor de cabeça, tonturas, vermelhidão da área do tumor, retenção de líquidos (possivelmente vistos como tornozelos inchados) e cãibras.

- Incomum: catarata, retinopatia, miomas uterinos (que também podem ser vistos como desconforto pélvico ou sangramento vaginal), câncer de endométrio (revestimento interno da parede do útero), reações alérgicas, diminuição anormal do número de plaquetas no sangue, diminuição do número de leucócitos no sangue, diminuição anormal do número de neutrófilos no sangue, anemia, alterações nas taxas de enzimas do fígado e elevação de triglicérides.

- Rara: alterações na córnea, doenças e inflamações do nervo óptico, sarcoma uterino (tumores malignos), endometriose, cistos ovarianos, pancreatite (inflamação do pâncreas), fígado gorduroso, diminuição do fluxo da bile, hepatite e elevação da quantidade de cálcio no sangue.

- Muito Rara: inflamação dos pulmões, que podem apresentar sintomas como pneumonia, falta de ar e tosse; alterações graves na pele (como vermelhidão, bolhas e descamação).

Você deve parar de tomar NOLVADEX e procurar o seu médico imediatamente nas seguintes situações:

- Se tiver dificuldade para respirar com a presença ou não de inchaço na face, lábios, língua e/ou garganta.

- Se tiver inchaço na face, lábios, língua e/ou garganta causando dificuldade para engolir.

- Se você tiver inchaço nas mãos, pés ou tornozelos.

- Se você tiver vermelhidão na pele.

6. O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA GRANDE QUANTIDADE DESTE MEDICAMENTO DE UMA SÓ VEZ?

Em caso de ingestão de uma quantidade de medicamento maior do que a prescrita pelo seu médico, você deve contatá-lo imediatamente.

Não existe tratamento específico para o caso de superdosagem com NOLVADEX e, teoricamente, a superdosagem pode causar aumento das reações adversas mencionadas.

7. ONDE E COMO DEVO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

NOLVADEX deve ser mantido em temperatura ambiente (15°C a 30°C).

Todo medicamento deve ser mantido em sua embalagem original até o momento do uso.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

III) INFORMAÇÕES TÉCNICAS

1. CARACTERÍSTICAS FARMACOLÓGICAS

Propriedades Farmacodinâmicas

NOLVADEX é um trifeniletileno não-esteróide que apresenta um espectro complexo de efeitos farmacológicos, tanto antagonista quanto agonista do estrógeno, nos diferentes tecidos. Em pacientes com câncer de mama, o tamoxifeno age primariamente como um antiestrogênico, em nível tumoral, prevenindo a ligação do estrógeno ao seu receptor. Em tumores mamários com receptor de estrogênio positivo/desconhecido, o uso de tamoxifeno adjuvante reduziu significativamente a recidiva da doença e aumentou a sobrevida em 10 anos, alcançando um efeito significativamente maior com 5 anos de tratamento em comparação a 1 ou 2 anos de tratamento.

Esses benefícios parecem ser independentes da idade, da fase da menopausa, da dose de tamoxifeno e da quimioterapia adicional. Clinicamente, é sabido que o tamoxifeno leva à redução, na ordem de 10-20%, dos níveis de colesterol total no sangue e de lipoproteínas de baixa densidade em mulheres na pós-menopausa. Adicionalmente, tem sido relatado que o tamoxifeno pode manter a densidade mineral óssea em pacientes na pós-menopausa.

Um estudo clínico não controlado foi realizado com um grupo heterogêneo de 28 meninas com idades entre 2 a 10 anos e Síndrome de McCune Albright (SMA), as quais receberam 20 mg de tamoxifeno uma vez ao dia por até 12 meses. Entre as pacientes que relataram sangramento vaginal durante o período pré-estudo, 62% (13 das 21 pacientes) não relataram sangramento durante o período de 6 meses e 33% (7 das 21 pacientes) relataram não ter sangramento vaginal durante todo o estudo. O volume médio uterino aumentou após 6 meses de tratamento e dobrou no término do estudo de um ano. Apesar deste achado estar de acordo com as Propriedades Farmacodinâmicas de tamoxifeno, uma relação causal não foi estabelecida (ver item Advertências). Não há dados de segurança do uso a longo prazo em crianças. Em particular, os efeitos a longo prazo de tamoxifeno no crescimento, puberdade e desenvolvimento em geral, não foram estudados.

Propriedades Farmacocinéticas

Após administração oral, o tamoxifeno é absorvido rapidamente, atingindo concentrações séricas máximas em 4 a 7 horas. As concentrações no estado de equilíbrio dinâmico (cerca de 300 ng/ml) são alcançadas após 4 semanas de tratamento com 40 mg diários. A droga apresenta alta ligação protéica à albumina sérica (>99%). O metabolismo dá-se por hidroxilação, desmetilação e conjugação, originando vários metabólitos, os quais possuem perfil farmacológico semelhante

ao do fármaco original, contribuindo, assim, para o efeito terapêutico. A excreção ocorre principalmente através das fezes e a meia-vida de eliminação de aproximadamente 7 dias foi calculada para o fármaco em si, enquanto que para o N-desmetiltamoxifeno, o principal metabólito circulante, é de 14 dias.

Em um estudo clínico onde meninas com idades entre 2 e 10 anos e Síndrome de McCune Albright (SMA) receberam 20 mg de tamoxifeno uma vez ao dia por até 12 meses, houve uma diminuição da depuração da área sob a curva (AUC) idade-dependente, e um aumento na exposição (com valores até 50% maiores que nas pacientes mais jovens) comparado com adultos.

Dados de segurança pré-clínica

O tamoxifeno não demonstrou ser mutagênico em testes in vitro e in vivo. O tamoxifeno foi genotóxico em alguns testes in vitro e em testes in vivo em roedores. Tumores gonadais e hepáticos em ratos recebendo tamoxifeno foram relatados em estudos a longo prazo. A relevância clínica desses achados não foi estabelecida. Há uma grande experiência clínica com o uso de tamoxifeno.

2. RESULTADOS DE EFICÁCIA

O tamoxifeno adjuvante reduziu significativamente a recorrência do câncer de mama (p<0,00001) e aumentou a sobrevida em 10 anos (p<0,0003) quando comparado ao não tratamento (controle) em mais de 30.000 mulheres com câncer de mama inicial receptor de estrógeno positivo ou desconhecido. O tratamento demonstrou ser significativamente mais eficaz quando administrado por 5 anos do que por 1 ou 2 anos.

Esses benefícios parecem ocorrer independentemente da idade, status da menopausa, dose de tamoxifeno (geralmente 20 mg) e esquema de quimioterapia administrado.

Em mulheres com tumor receptor de estrógeno negativo, os efeitos do tamoxifeno na recorrência da doença e sobrevida parecem ser pequenos.

Entretanto, independente do status do receptor hormonal, o tamoxifeno reduziu significativamente a incidência do câncer de mama contra-lateral (p< 0,00001) também com mais eficácia quando administrado por 5 anos (Patterson J et al. Breast Cancer Res Treat 1982; 2: 363-374).

Benefícios do tratamento com tamoxifeno no câncer de mama avançado foram demonstrados por um estudo que analisou dados de 36 publicações e mostrou que 47% das pacientes com doença receptor de estrógeno positivo e 10% das pacientes com doença receptor de estrógeno negativo apresentaram taxas de resposta objetiva (resposta completa + resposta parcial). Quando o critério de doença estável foi incluído, os resultados aumentaram para 62% e 27%, respectivamente (Patterson J et al. Breast Cancer Res Treat 1982; 2: 363-374).

3. INDICAÇÕES

NOLVADEX é indicado para o tratamento do câncer de mama.

4. CONTRA-INDICAÇÕES

NOLVADEX não deve ser administrado durante a gravidez. Houve relato de um pequeno número de abortos espontâneos, defeitos congênitos e morte fetal após o uso de NOLVADEX em gestantes, apesar de nenhuma relação causal ter sido estabelecida (ver item Advertências).

NOLVADEX não deve ser administrado em pacientes com hipersensibilidade prévia ao produto ou a qualquer um dos seus componentes.

5. MODO DE USAR E CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO DEPOIS DE ABERTO

Modo de usar

NOLVADEX deve ser administrado por via oral, com água, de preferência no mesmo horário todos os dias. Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

Cuidados de conservação depois de aberto

Conservar em temperatura ambiente (15°C a 30°C).

Todo medicamento deve ser mantido em sua embalagem original até o momento do uso.

6. POSOLOGIA

Adultas (inclusive idosas):

A dose diária recomendada de NOLVADEX é de 20 mg por via oral, em dose única ou fracionada (2 comprimidos de 10 mg), de preferência no mesmo horário todos os dias. Não ocorrendo resposta satisfatória após 1 ou 2 meses, deve-se aumentar a dose para 20 mg 2 vezes ao dia.

Se a paciente esquecer de tomar o comprimido de NOLVADEX, a medicação só deve ser tomada se faltar mais de 12 horas para a próxima dose.

Cada comprimido de NOLVADEX contendo 15,2 mg de citrato de tamoxifeno equivale a 10 mg de tamoxifeno.

Cada comprimido de NOLVADEX-D contendo 30,4 mg de citrato de tamoxifeno equivale a 20 mg de tamoxifeno.

Crianças: o uso de NOLVADEX/ NOLVADEX-D em crianças não é recomendado, pois a segurança e a eficácia não foram estabelecidas (ver itens Propriedades Farmacodinâmicas e Propriedades Farmacocinéticas).

7. ADVERTÊNCIAS

A menstruação é suprimida em certa proporção de mulheres pré-menopáusicas que estejam em tratamento com NOLVADEX.

Foi relatado um aumento na incidência de câncer endometrial e sarcoma uterino (a maioria maligno, associado a tumores de Mullerian) associado ao tratamento com NOLVADEX. O mecanismo é desconhecido, mas pode estar relacionado às propriedades estrogênicas de NOLVADEX. Qualquer mulher recebendo ou que já tenha tomado NOLVADEX, e que relate sintomas ginecológicos anormais, especialmente sangramento vaginal, deve ser investigada de imediato.

A ocorrência de segundos tumores primários em outros locais além do endométrio e da mama contra-lateral, foi relatada em estudos clínicos com pacientes que haviam recebido tamoxifeno como tratamento para câncer de mama. Nenhuma relação foi estabelecida e a significância clínica dessas observações não está clara.

Em um estudo clínico não controlado com 28 meninas com idades entre 2 a 10 anos e Síndrome de McCune Albright (SMA), as quais receberam 20 mg de tamoxifeno uma vez ao dia por até 12 meses, o volume médio uterino aumentou após 6 meses de tratamento e dobrou no término do estudo de um ano. Apesar deste achado estar de acordo com as Propriedades Farmacodinâmicas de tamoxifeno, uma relação causal não foi estabelecida (ver item Propriedades Farmacodinâmicas).

Efeitos sobre a capacidade de dirigir veículos e operar máquinas: não há evidências de que NOLVADEX resulte no prejuízo dessas atividades.

Uso durante a gravidez e lactação:

Categoria de risco na gravidez: D.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas. Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Houve relato de um pequeno número de abortos espontâneos, defeitos congênitos e morte fetal após uso de NOLVADEX em gestantes, apesar de nenhuma relação causal ter sido estabelecida.

Estudos de toxicidade reprodutiva em ratos, coelhos e macacos não demonstraram potencial teratogênico.

Em modelos de desenvolvimento do trato reprodutor fetal em roedores, o tamoxifeno foi associado com alterações similares àquelas causadas por estradiol, etinilestradiol, clomifeno e dietilestilbestrol (DES). Apesar da relevância clínica dessas descobertas ser desconhecida, algumas delas, especialmente a adenose vaginal, são similares àquelas observadas em mulheres jovens que foram expostas ao DES in utero e que apresentam risco de 1 em 1.000 de desenvolver carcinoma de células claras de vagina ou colo uterino. Somente um pequeno número de mulheres grávidas foram expostas ao tamoxifeno. Tal exposição não foi relatada como causadora de subsequente adenose vaginal ou carcinoma de células claras de vagina ou colo uterino em mulheres jovens que foram expostas in utero ao tamoxifeno.

As pacientes devem ser advertidas para não engravidarem durante o tratamento com NOLVADEX e devem fazer uso de métodos contraceptivos de barreira ou outros não-hormonais, se forem sexualmente ativas. As mulheres em período pré-menopáusico devem ser cuidadosamente examinadas antes do tratamento para excluir a gravidez. As mulheres devem ser informadas dos riscos potenciais para o feto, caso elas engravidem durante o tratamento com NOLVADEX ou dentro de 2 meses após o término da terapia.

Não se sabe se NOLVADEX é excretado no leite materno e, por esta razão, a droga não é recomendada durante a lactação. A decisão entre suspender a amamentação ou descontinuar NOLVADEX deve levar em consideração a importância do fármaco para a mãe.

8. USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO

Ver item Posologia.

9. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS

Quando NOLVADEX é usado em combinação com anticoagulantes do tipo cumarínico, pode ocorrer um aumento significativo do efeito anticoagulante. Nos casos em que a administração concomitante for iniciada, recomenda-se monitorização cuidadosa da paciente.

Quando NOLVADEX é usado em combinação com agentes citotóxicos, há risco aumentado de ocorrência de eventos tromboembólicos (ver item Reações Adversas a Medicamentos).

O uso de tamoxifeno em combinação com um inibidor da aromatase como terapia adjuvante não mostrou melhora da eficácia comparado ao tamoxifeno administrado isoladamente.

A principal via de metabolismo conhecida para o tamoxifeno em humanos é a desmetilação, catalisada pela enzima CYP3A4. A interação farmacocinética com a CYP3A4 induzida por rifampicina mostrando uma redução nos níveis plasmáticos de tamoxifeno tem sido relatada na literatura. A relevância deste fato para a prática clínica não é conhecida.

Tem sido relatada na literatura a interação farmacocinética com inibidores da CYP2D6 mostrando uma redução nos níveis plasmáticos do metabólito ativo do tamoxifeno, 4-hidroxi-N-desmetiltamoxifeno (endoxifeno). A relevância deste fato para a prática clínica não é conhecida.

10. REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS

A tabela abaixo descreve as reações adversas apresentadas com o uso de NOLVADEX:

FREQUÊNCIA

SISTEMAS

REAÇÕES ADVERSAS

Muito comum (> 10%)

Alterações vasculares

Fogachos*

Comum (> 1 - ≤ 10%)

Alterações vasculares

Eventos cerebrovasculares isquêmicos; Eventos tromboembólicos, incluindo trombose venosa profunda e embolia pulmonar (o risco aumenta quando usado em combinação com agentes citotóxicos)

Alterações do sistema reprodutivo

Sangramento vaginal*; Corrimento vaginal*; Prurido vulvar*; Alterações endometriais (incluindo hiperplasia e pólipos)

Alterações gastrointestinais

Intolerância gastrointestinal*

Alterações dermatológicas

Alopécia*; Erupções cutâneas

Alterações do sistema nervoso

Cefaléia*; Tonturas*

Alterações gerais

Hiperemia na área do tumor*; Retenção de líquidos*

Alterações músculo-esqueléticas

Cãibras

Incomum (> 0,1 - ≤ 1%)

Alterações oftalmológicas

Catarata; Retinopatia

Alterações do sistema reprodutivo

Miomas uterinos; Câncer endometrial

Alterações gerais

Hipersensibilidade, incluindo angioedema

Alterações Laboratoriais

Trombocitopenia (geralmente até 80.000 – 90.000 por mm3, ou ocasionalmente inferior); Leucopenia; Neutropenia; Anemia;

Alterações nas taxas de enzimas hepáticas; Elevação dos níveis séricos de triglicérides

Rara (> 0,01 - ≤ 0,1%)

Alterações oftalmológicas

Alterações corneanas; Neuropatia óptica; Neurite óptica (em um pequeno número de casos pode ocorrer cegueira)

Alterações do sistema reprodutivo

Sarcoma uterino (na maioria malignos associados à tumores de Mullerian); Endometriose; Cistos ovarianos

Alterações gastrointestinais

Pancreatite

Alterações hepato-biliares

Esteatose; Colestase; Hepatite

Alterações Laboratoriais

Hipercalcemia, não incluindo hiperemia na área do tumor (em um pequeno número de pacientes com metástases ósseas)

Muito rara (≤ 0,001%)

Alterações pulmonares

Pneumonite intersticial

Alterações dermatológicas

Eritema multiforme; Síndrome de Stevens-Johnson; Pênfigo bolhoso

* Quando tais efeitos colaterais são graves, eles podem ser controlados por uma simples redução da dosagem (dentro da variação de dose recomendada), sem prejuízo para o controle da doença.

11. SUPERDOSE

Teoricamente, a superdosagem pode causar aumento das reações adversas mencionadas acima. As observações em animais demonstraram que a superdosagem acentuada (100-200 vezes maior que a dose diária recomendada) pode produzir efeitos estrogênicos.

Houve relatos na literatura de que NOLVADEX administrado várias vezes na dose padrão pode estar associado com prolongamento do intervalo QT do ECG.

Não há antídoto específico para a superdosagem, devendo o tratamento ser sintomático.

12. ARMAZENAGEM

Conservar em temperatura ambiente (15°C a 30°C).

IV) DIZERES LEGAIS

NOLVADEX 10 mg com 30 comprimidos: ANVISA/MS – 1.1618.0036.006-4

NOLVADEX - D 20 mg com 30 comprimidos: ANVISA/MS – 1.1618.0036.008-0

Farm. Resp.: Dra. Daniela M. Castanho - CRF-SP nº 19.097

Fabricado por: AstraZeneca UK Limited - Macclesfield – Cheshire - Reino Unido

Importado e embalado por: AstraZeneca do Brasil Ltda.

Rod. Raposo Tavares, km 26,9 - Cotia - SP - CEP 06707-000

CNPJ 60.318.797/0001-00

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Indústria Brasileira

N° do lote, data de fabricação e data de validade: vide cartucho.

Todas as marcas nesta embalagem são propriedade do grupo de empresas AstraZeneca.

Logo do SAC: 0800-0145578


ISTO É UM MEDICAMENTO, NÃO USE SEM PREESCRIÇÃO MÉDICA E ORIENTAÇÃO DO FARMACÊUTICO. AO PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Produtos Relacionados a CITRATO DE TAMOXIFENO 20 MG CAIXA 30 COMPRIMIDOS

 Pantogar cx 90 cápsulas

PANTOGAR CX 90 CÁPSULAS

BIOLAB

de R$ 189,33 por R$ 169,03

ou em até 3x de R$ 56,34

+ mais informações

bula do PANTOGAR CX 90 CÁPSULAS

ver produtos semelhantes
NUVEM DE TAGS: Zoladex Iressa Victoza Implanon Mirena Champix Reaox Centrum Cicatricure Asepxia Óleo de Coco Neocate Clexane Inneov Xenical Yas Yasmin Clarifiant Daivobet Janumet Januvia Retin Ox Roc Minesol Roc Minesol Oil Control Secotex Trayenta Vytorin Zetia Farmácia Online Farmácia Remédios